quarta-feira, 27 de agosto de 2008

A Árvore Contente


Era uma vez uma árvore de que as pessoas gostavam muito porque a árvore era muito contente.

Sabem o que ela fazia?

Quando estava vento ela abanava e fazia música. Quando estava sol, saltava e dançava. Por isso era divertida.

Na Primavera nasciam flores muito bonitas, eram cor-de-rosa e verde-brilhante, no Verão tinha folhas verde-claro e maçãs encarnadas. No Outono caíam as folhas cor-de-laranja e no Inverno ficava cor de prata.

Marta

4 comentários:

Jardineira aprendiz disse...

Portanto vamos ter esperança nas gerações futuras! :)

Obrigada pelo link dos nomes, parece bastante completo.

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Algo de mágico nestas palavras que me recordaram "A árvore generosa" do Shel Silverstein.

Só mesmo a esperança nas gerações futuras me dá algum alento... ;)

Alfazema Azul disse...

Lembrei-me da árvores que sempre encontro nas histórias de Sophia de Mello Breyner Andresen. Os ciclos da Natureza e a sua renovação.

Beijinhos

MoonLight disse...

Que árvore tão grandiosa e tão bonita!
Fantástica mesmo!
Bjs de Luz