quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Haja névoa



Choca-me a facilidade com que se inventam pretextos para abater as grandes árvores de Lisboa. Não sei qual foi a invenção desta vez mas dos três maiores Castanheiros-da-Índia do Parque Eduardo VII já restam apenas dois.
A este, coitado, de nada lhe serviram os dotes de sedutor.

Haja névoa para que (como disse o poeta) se desgastem os contornos das coisas excessivamente conhecidas...

2 comentários:

miguel disse...

Que pena era tão maravilhosamente frondoso...

Jorge Pinto disse...

Somos governados por cretinos!