quinta-feira, 26 de outubro de 2006

Casa Árvore







Hakea Laurina
Em todos os jardims existe uma árvore que conquista as crianças que por lá, brincam, passam, sonham... Quem não se lembra de ter tido uma árvore favorita quando era criança?
Os meus filhos têm A "casa-árvore", é (acreditava eu) uma Acácia sem grande história que cresceu de uma forma estranha e constitui um local ideal para todo o tipo de brincadeiras.
Se eu fosse fundamentalista já a tinha cortado com medo das terríveis invasões de que tanto se ouve falar, mas isso será assunto para outro post em que pretendo aqui falar das Acácias.
O que aconteceu foi que este ano pela primeira vez a "Acácia" floriu, foi uma agradável surpresa tinha flores enormes (para Acácia) e surpreendentemente divertidas, cheguei a pensar se seriam influência de tanta brincadeira da pequenada. Fotografei e comecei a procurar um nome mais específico ainda do que Acácia ou Casa-Árvore, foi aí que tive outra surpresa. Existem mais de seiscentas espécies de Acácias e não havia maneira de encontrar alguma com flores semelhantes à minha.
Lembrava-me vagamente de ter visto algo semelhante aqui e mandei um SOS o resultado é como se pode ver, o mundo é pequeno e foram mesmo os meus amigos de sempre que resolveram o problema, não era uma Acácia afinal, mas a verdade é que a casa-árvore está mais bonita do que nunca.

7 comentários:

Fatima Vinagre disse...

As flores estão espectaculares! Quase que se consegue sentir o seu cheiro.
Será que ela se daria no meu jardim? Bj

Badala disse...

As flores são lindíssimas e as fotografias estão espectaculares, demomstram a sua beleza.
Nunca as vi.

Um abraço.

Tozé Franco disse...

Belíssimas fotos...
Um abraço.

Manuela disse...

Bonita sequência! E que flor bonita!
Onde é que arranjaste a planta?
Já experimentaste a reprodução?

(eu não diria que o mundo é pequeno...mas sim que está mais perto, ou melhor aquilo que nos interessa está mais perto ;- )
Abraço

Ver disse...

Estas árvores(são duas) foram semeadas pelo meu pai quando eu era pequena,as sementes vieram de muito longe (naquela altura o mundo era enorme) e lembro-me de as ver muito pequeninas a tentar sobreviver em potes de yogurte juntamente com o resto da floresta que ele pretendia plantar. Devem ter cerca de 20 anos agora e deram flor pela primeira vez. Pensava que eram acácias, tinha até alguns problemas de consciência por manter no meu jardim árvores tão devastadoras como parece que as acácias são.

Manuela disse...

afinal... sempre têm história ;-)

Jardineira aprendiz disse...

Felizmente nem todas o são, embora seja um género perigoso. Se está aí há 20 anos sem se reproduzir se calhar não é. E é muito bonita!