quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Deserto em mim



Caminho todas as tardes por estes quarteirões
desertos, é certo.
Mas nunca tenho a certeza
Se estou percorrendo o quarteirão deserto
Ou algum deserto em mim.

Manoel de Barros . do poema "Miudezas"

1 comentário:

miguel disse...

Muito bonito esse poema.