quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Murta de crepe


Lagestroemia indica

Os ingleses chamam-lhe -bastante oportunamente- Crape myrtle porque as flores parecem feitas do tal papel e as folhas são muito semelhantes às da murta, também me transcende o nome comum em português, também gosto particularmente do tronco, também me pergunto várias vezes se é uma planta a abater visto ser tão dada a maleitas... Mas lá vai ficando no meu jardim e mesmo frágil e com várias doenças - que faço questão de não medicar para ver se ela as consegue vencer sozinha - nunca se queixa e quando lhe dá para florir é uma alegria.

2 comentários:

arKana disse...

que coisa tão linda. Ai o que eu adorava espetar aí o meu nariz... cheira a que? beijos

Vera F. disse...

Olá Rosa, também adoro esta... é linda! E os troncos - autênticos quadros! Infelizmente o oídio não a larga...
Só por curiosidade, em Itália já se vendem variedades (que são muitas) resistentes ao oídio... foram melhoradas, cruzando umas feias que eram resistentes com as bonitas e doentes... ao fim de vários retrocruzamentos (e colocando-as em condições de humidade em que o oídio se desenvolveria) conseguiram arranjar algumas variedades sem fungo!!!

Bjs

Vera F
Nota: Já estava com saudades dos seus posts!