segunda-feira, 27 de maio de 2013

A ignóbil lei europeia das sementes

Que proíbe a troca, mesmo a título gratuito, de sementes e burocratiza de forma inaceitável a utilização das variedades tradicionais. Atribuindo à Comissão Europeia, essa que há muito está determinada a destruir a nossa agricultura, poderes especiais para regular o mercado das sementes e assim decidir tudo aquilo que os agricultores, e todos nós, podemos ou não plantar, vender, comer, oferecer, partilhar...



"Pense-se em cada semente como uma palavra da língua portuguesa" sugere na sua crónica do Público o MEC

2 comentários:

João Gomes disse...

É verdade Rosa, já tinha ouvido falar dessa lei, que já existe noutras partes do mundo, são os interesses das grande produtoras de sementes, a pioneer, a syngenta e a monsanto entre outras a mexerem-se para venderem os seus híbridos e os seus GMOs e nos impingirem a todos a mesma coisa, é um ataque à diversidade e à liberdade de todos nós, na minha opinião.
Cumprimentos
João Gomes

josé luís disse...

uma vergonha.

(e começam pelas sementes - a pensar nos animais...)