quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Maculado


Há muito pouco de jardineiro em mim, os jardineiros orgulham-se dos seus jardins imaculados, sem uma folha pelo chão. Eu tenho pena de apanhar o lixo, é tão bonito o lixo do jardim.

5 comentários:

Miguel Drummond de Castro disse...

Parece-me que há duas Escolas quanto ao chão do jardim:

A Naturalista: que deixa as folhas e as pétalas e galhos quebrados pelo chão.

E a Geométrica; que "limpa" tudo, cultiva as áleas e alamedas e só deixa os volumes.

Na primeira " sweet confusion", o que se poderia chamar um caos ordeiro com uma profusão de cores e uma espontaneidade total.

Na segunda: a natureza ordenanda, e muitas vezes "arranjadinha", que leva em casos extremos a uma quase abstracção da própria natureza.

Podemos também falar de jardins neuróticos - com excesso de poda, de temor do "desordenado".


Como sempre a virtude estará numa combinação entre as duas atitudes.

Mas seja como fôr a minha posição não é tanto fazer um jardim, mas também fazer com que o jardim me faça.

bettips disse...

A sweet confusion, acho e gosto!Bjinho

Ana Patudos disse...

É verdade , até o lixo é bonito.
AP

Rainbow disse...

Fantástico este lixo! Que cor!
Bjs coloridos

ez disse...

Eu sou um jardineiro "alternado" (não confundir com "alterneiro", "alterado" ou "alterconsternado"!!! LOL)
Há dias em que gosto do lixo de jardim e outros dias há de que me faz uma enorme confusão! (geralmente quando se acumulaaaaaa!...)
:)
Bela imagem!