segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Mágicas na horta


Solanum melongena . Solanaceae
Se há família botânica que me fascina, ela é sem dúvida nenhuma a das Solanáceas, a nightshade family como lhe chamam os Ingleses é a família das plantas mágicas, das plantas ligadas a superstições e rituais, das plantas que matam e simultaneamente curam e é também a família de algumas das principais plantas que constituem a cada vez mais famosa dieta mediterrânica. Os tomates, os pimentos, as batatas e as beringelas, todos originários de outros continentes, foram introduzidos na Europa com as enormes desconfianças que as plantas desta família causam às mentes supersticiosas. A beringela, originária da Índia, dizia-se que provocava a loucura, daí o seu primeiro nome cientifico -Solanum insanum - e o comum Mela insana (maçã louca) que gerou o actual Melanzana. Actualmente estão a ser profundamente investigados os enormes benefícios da beringela na alimentação, já ninguém duvida das qualidades alimentares das solanáceas que cultivamos para comer, no entanto, porque não acreditamos em bruxas, pero que las hay ... O Sr. joão que este ano pela primeira vez plantou beringelas na sua horta -Porque se vendem na praça - Nunca as provou e não tem muita vontade de experimentar.....

3 comentários:

Luciano Lema disse...

:)

Associação de Defesa dos Interesses de Monsaraz disse...

As Ladeiras Históricas de Monsaraz estão a ser arrasadas, por obras realizadas sem qualquer tipo de painéis de identificação pelo que se desconhece o seu enquadramento legal.

Por entendermos que estas obras são prejudiciais para a imagem de Monsaraz e para a sua qualidade ambiental e paisagística e ainda por questionarmos a sua legalidade, face ao que delas é visível, vimos por este meio solicitar a actuação e divulgação que esteja ao Vosso alcance.

Todas as informações acerca deste "atentado" ao património histórico, estão disponíveis em http://adim-monsaraz.blogspot.com

Desde já o nosso obrigado.

Bic Laranja disse...

Tomates, pimentos e batatas sim; beringelas... Estou um pouco como o sr. João.
Cumpts.