sábado, 7 de novembro de 2009

Dormir no Jardim da estrela!?

Lamento, mas eu acho isto uma tremenda patetice. E não pretendo explicar porquê.

6 comentários:

Ezul disse...

Ah, mas eu adorava dormir numa verdadeira casa da árvore, numa floresta bem tranquila!
:)

David Seabra disse...

Olá Rosa,

nem todos os habitantes da cidade têm (ou ainda não descobriram) a vontade, o interesse, o tempo, a alegria, a cultura, o amor, o sentimento, o bem-estar, a Nogueira Preta da sua Janela...a maior parte até têm paredes cinzentas à frente das suas janelas! Mas Muitas destas pessoas que já passaram pelo Treehouse Hotel confrontaram-se com a natureza, com o silêncio, com o som dos mochos, dos piriquitos, com os cheiros, com os seus amores, consigo próprios com o seu estilo de vida frenético. Estas pessoas foram provocadas pelo projecto treehouse hotel para escutar a natureza para ver o que não têm visto e mudar os seus comportamentos. O mundo não é só como você o vê nem como nós o vemos, mas uma coisa é certa já conseguimos nestas duas semanas que outras pessoas vissem e sentissem o mundo de outra perspectiva. Para nós é uma pequena vitória e não uma tremenda patetice...

David Seabra

Rosa disse...

David,
Agradeço-lhe, muito sinceramente, o seu comentário. Mas a verdade é que eu discordo profundamente com esta forma, que considero muito superficial, de encarar a natureza como um meio para nos proporcionar prazer. A natureza não é tão generosa como pode parecer, dá de facto, mas não sem antes receber.

Mariposa Roja disse...

Mas como é que as pessoas conseguem dormir bem no Jardim da Estrela, com o contínuo movimento dos automóveis nas áreas circundantes?
Não consigo entender como ouvem o silêncio, o "som dos mochos", "dos piriquitos".

bettips disse...

Falsidades, Rosa - o costume, para enganar povinho (se não achar bem, não publiques! - eu odeio polémicas... nem que fosse com o José Augusto Seabra!). Ontem deu um doc sobre homens da guerra de África: o sítio onde eles vivem (67 anos, ex-combatentes em Angola) dava para esses treehousers viverem, em plena natureza, com os bichos e os lixos. Assim, aprenderiam bem "as mudanças dos comportamentos"... Escusavam de desorientar os pássaros, nomeadamente os periquitos... do Jardim da Estrela. Pensando bem, Rosa, peço que não publiques, a sério, isto é mais para mim do que para ti - e dá-me uma azia, uma violência, com essas modernices e invenções, às vezes...
Abraços

Rosa disse...

Ups... Não resisti, desculpa : )