domingo, 18 de maio de 2014

Confesso que voei



(...)
Voar foi sempre o mais útil
dos meus gestos inúteis.




1 comentário: