sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Amaryllis



Nunca é demais lembrar que as flores não possuem a mínima réstia de inteligência, apesar disso sabem coisas que tomara a nós, nem que fosse poder sonhar. A já experiente - no florir - Amaryllis dobrada, sabe há muito que a Primavera é a sua época, até agora nunca tinha falhado, chegava a Primavera e ela cumpria-a com devoção e responsabilidade. Este ano surpresas das surpresas, não houve adubo, rega dedicada, local solarengo e protegido dos ventos, que convencesse a Bela Amarryllis a declarar a Primavera. A desilusão foi em várias frentes, a Própria Primavera não parecia a mesma, ficou descomposta, talvez aborrecida. Mesmo assim veio o Verão e depois o Outono. Ninguém poderia adivinhar que a Amaryllis iria escolher logo o Outono para trair a Primavera.

3 comentários:

marisa disse...

Parabéns pelo teu blog.
Sempre fotos maravilhosas, de grande sensibilidade que faz a gente começar o dia feliz aqui no Brasil!

Bic Laranja disse...

Que maravilhoso texto. Cumpts.

Anónimo disse...

Olá, gosto muito do seu blog, mas já agora a propósito de inteligência, as flores não têm inteligência porque são órgãos sexuais das plantas. :) assim como os órgãos genitais dos animais também não têm. Se uma planta sabe coisas... então isso é inteligência. Quanto as plantas não pensarem, porque não têm cérebro... bom, também há muita gente que o tem e não pensa. Cumprimentos de um admirador do seu blog.