domingo, 17 de junho de 2007

A Paina




aqui tinha mostado esta árvore a frutificar, como nunca a vi a florir não sei se é uma Paineira-Chorisia speciosa ou a famosa Mãe-da-floresta a Ceiba pentandra (L.) ou Sumaúma. Neste momento os frutos abriram e pode-se ver a Paina ou Sumaúma.

7 comentários:

Paulo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo disse...

Junto ao Museu de Arte Antiga, acho que é uma paineira. Parece-me que não deve haver nenhuma sumaúma em Portugal.

Elsa Castelo disse...

Que curioso, nunca tinha visto (ou reparado) em nada semelhante.
Os frutos parecem pedaços de algodão doce.
São comestíveis ?

Ver disse...

Elsa,
É a Sumaúma servia (e ainda serve) para encher almofadas e colchões. Ainda é considerado um luxo fazer um sofá com sumaúma.
Paulo,
Estive hoje a reparar na folha das Paineiras, provávelmente esta também o é, mas nenhuma das outras frutificou... Vamos esperar pelas flores para confirmar.

Ver disse...

As sementes essas sim, são comestíveis. E o tronco serve para fazer canoas. Nada se perde tudo se transforma numa verdadeira árvore.

godinho disse...

Fala-se no interior que uma almofada recheada de paina não deixa que uma bala disparada por arma de fogo atravesse a mesma.
Isto é verdade ou não?

Amauri

Anónimo disse...

Exprimente levar um tiro no sofá e depois me conte, tenho a merma dúvida.